sexta-feira, 10 de abril de 2015

aquela máquina...


a não perder a rara ocasião de rever esta grande máquina...

2 comentários:

500 disse...

Pelo menos o antigo proprietário da máquina era um gajo inteligente e culto, há que reconhecer. Estes são apenas espertos saloios, o que faz toda a diferença.

Rogerio G. V. Pereira disse...

É pá...
poupa-nos lá!
Cum caraças
só "reacças"