terça-feira, 16 de junho de 2015

o portugal do pequenito



Curiosa a escolha deste pequenito e o que ela encerra, se a observação for dada ao detalhe. O local escolhido, a "mensagem" subliminar, a intenção. Até mesmo a peça da artista, que não sei se é ela mesmo a construir os objectos que magica. É que não a estou a ver com um maçarico oxi-acetilénico, com as unhas pintadas de vermelho, sem calos nas mãos,  a soldar materiais ferrugentos e  da indústria pesada... de resto, a chaleira até é à medida.

2 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Trago mais achas, antes que a chaleira arrefeça

500 disse...

É só pôr mais uns cavacos, tapar a chaleira, que ele sobe, sobe, como o balão de S. João e talvez "aterre" no cometa onde está a 'File' e nos dê novas do sistema solar.