terça-feira, 3 de março de 2015

repulsa


O homem provoca repulsa, é inevitável. Com um comportamento tão "leve" no cumprimento dos compromissos comuns relativamente aos que "pagam", mesmo que não queiram, o homem deixa uma reacção de revolta  tão grande que esgana qualquer cidadão pagante. A atitude de pseudo naturalidade, aproveitando para afirmar que não é perfeito, pretende mostrar que se pode manter no "posto" com toda a razão do mundo. Depois, os seus acólitos, armados com as armas da defesa impostora, justificam que o transgressor é o exemplo acabado da honestidade. Mas, desenganem-se porque ele "não se demite" irrevogavelmente... é a náusea personalizada numa situação, que a qualquer tipo decente obrigaria à demissão. Mas, o personagem não tem vergonha, tem manha...como pode este farsante manter-se no lugar, depois de ter castigado tantos pensionistas,  indefesos, que, por acaso, sempre pagaram e nunca simularam ?... só é possivel com um cavaco.

4 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Se o matraquilho está na berlinda, o coiso acaba por ser mudado... a bem da alternância e com quem se possa entender o Costa.

Este...
está arrumado!

500 disse...

O La Féria é que perdeu um grande artista, ainda por cima com voz de barítono.
Não perdoo ao La Féria...

Kruzes Kanhoto disse...

Este é o mesmo PM que queria subir a TSU...

jrd disse...

É um cadáver adiado. Mas já está putrefacto. Um nojo!