segunda-feira, 17 de novembro de 2014

constatações nacionais

Parece uma máxima - até serem julgados todos são inocentes - mesmo que apanhados em flagrante delito. Depois são absolvidos por falta de provas e da inocência da influência...

4 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

De recurso em recurso
até que a inocência
se prove
ou a paciência
se esgote

heretico disse...

a Justiça é cega? diria que vesga...

abraço

José Lopes disse...

Em relação à Justiça "lá vamos cantando e rindo, levados, levados sim".
Cumps

jrd disse...

Bem aventurados os "inocentes".