quarta-feira, 4 de junho de 2014

uma (sem)classe política


Eles estão ressabiados, levaram nas lonas nas eleições e com uma segunda dose do TC ficaram  furibundos e, como são de péssima qualidade, de uma terceira divisão de um campeonato que não existe onde só eles jogam, fazem uma guerra nojenta.E ainda falta levarem mais uma porrada com o CES...aí passam-se dos carretos. Esta (sem)classe política odiosa,que fede, está a tornar-se absolutamente insustentável, sobretudo, quando confronta o TC da forma mais iníqua num estado de direito. Houvesse quem lhes puxasse as orelhas até ficarem bem negras e o baile já teria acabado.
O descaramento é tão grande que nem se importam com a opinião pública que lhes reprova os comportamentos inadequados e desarrazoados.
O atrevimento ultrapassou as marcas e o confronto ao TC passou a ser uma guerra declarada, porque eles querem que os seus caprichos se sobreponham ao poder constitucional.
Eu acho que esta desfaçatez só é possível porque nos calhou em sorte um Silva muito comum...
Portanto, é natural que muitos não sintam apenas revolta, mas uma violenta repulsa. Não têm classe!

3 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Desclassifiquemo-los
ou mais propriamente
mandemo-los àquela parte

500 disse...

Suspeito que um dia destes (quando o TC botar cá para fora o acórdão do Orçamento Rectificativo, a corda parte e o sr. Silva vai ter que lhe dar um nó cego. Digo eu...

jrd disse...

Tens razão, são mesmo uns desclassificados que passam a vida a ser repescados pela múmia de Belém, mas creio que este campeonato está a chegar ao fim.