sábado, 11 de agosto de 2012

podia emigrar...




Se não tivesses falado, julgaria que tinhas emigrado, como sugere  o teu partido mais recente. Eu sei que ninguem tem culpa de ser como é, mas falando de beleza, aí mulher, deves muito à natureza. È a vida...

5 comentários:

Rogério Pereira disse...

Tire-se a um ser a memória, dispa-se ele da alma e ponha-se na sua feição o fel que a deforma e temos alguém parecido com gente, ainda que vagamente...

maceta disse...

Rogério

a maior fealdade é a de dentro...

Zé Povinho disse...

Beleza e coerência de ideais.
Abraço do Zé

jrd disse...

Posso contribuir para lhe pagar a viagem...de ida sem volta.

contradicoes disse...

Esta dissidente comunista
que se acomodou na direita
é uma autêntica oprtunista
que parece estar satisfeita