terça-feira, 3 de abril de 2012

na beira da estrada

Com a febre que a "trupe" de serviço tem de cada vez menos Estado ainda nos abandonam na beira da estrada sem uma manta sequer… a não ser que lhes facemos as malas para as terras do demo.

4 comentários:

Jorge disse...

As malas? Que lhas façam depressa!!!

Vítor Fernandes disse...

Com este governo pau-mandado, não sei, não.

jrd disse...

Quais malas!?...
É preciso despachá-los, sem perder tempo.

mfc disse...

vambora a isso!