sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

farpas II


Portugal e a crise
“Que fazer? Que esperar? Portugal tem atravessado crises igualmente más: - mas
nelas nunca nos faltaram nem homens de valor e carácter, nem dinheiro ou crédito.
Hoje crédito não temos, dinheiro também não - pelo menos o Estado não tem: - e
homens não os há, ou os raros que há são postos na sombra pela política. De sorte que
esta crise me parece a pior - e sem cura.” -
Eça de Queirós, in “Correspondência” (1891)

obs: continua actual e mais assertivo do que muitos comentadores.

4 comentários:

mfc disse...

Afinal não mudou nadinha!!

jrd disse...

Até parece que escreveu isto hoje.

Jorge disse...

Belo post! Eça actualíssimo.

contradicoes disse...

O Sócrates era o pinóquio
mas a este cresce-lhe o nariz
aldrabices são o seu padre nosso
bom desempenho no papel de meretriz